23 de Jun, 2024
Ex-funcionário da Caixa Econômica é suspeito de desviar R$ 35,9 mil das contas de clientes em MS
10 de Jun, 2024

O Ministério Público Federal (MPF), por meio da Procuradora da República Júlia Rossi de Carvalho Sponchiado, instaurou um inquérito civil para investigar o desaparecimento de valores significativos das contas de clientes da Caixa Econômica Federal em Mato Grosso do Sul. A investigação, formalizada pela Portaria nº 17, de 3 de junho de 2024, busca apurar a prática de atos de improbidade administrativa na agência Centro de Campo Grande.

De acordo com a portaria, um procedimento preparatório foi instaurado após a identificação de saques indevidos totalizando R$ 35.940,00, realizados entre junho e agosto de 2022. Esses saques teriam sido promovidos por um ex-empregado da Caixa Econômica Federal, configurando possível ato de improbidade administrativa pela incorporação ilícita de valores.

O MPF destaca a importância federal do caso, considerando que se trata de malversação de fundos geridos por uma empresa pública federal. A investigação está inserida no Grupo Temático da 5ª Câmara de Coordenação e Revisão (CCR) do MPF.

O inquérito visa não apenas identificar os responsáveis pelos saques indevidos, mas também prevenir futuras ocorrências semelhantes, garantindo a integridade dos valores administrados pela Caixa Econômica Federal e protegendo os interesses dos clientes lesados.

Da Redação

Foto: Assessoria




Notícias mais lidas