21 de Jul, 2024
Coxim realiza poda técnica no Pé de Cedro, árvore símbolo da cidade, visando construção de monumento no local
21 de Jun, 2024

Nesta sexta-feira (21), a Prefeitura de Coxim realizou uma poda técnica no Pé de Cedro, árvore símbolo da cidade, que foi declarada morta recentemente. A poda foi uma medida de segurança para evitar acidentes, conforme deliberado em audiência pública.

O vereador Abilio Vanelli (PT), que acompanhava a situação e cobrava o Executivo por medidas, destacou a importância da poda: "Sim, foi uma poda de segurança para evitar acidentes com visitantes e a possibilidade de queda, conforme foi apresentado na audiência pública através do laudo do profissional contratado. Como nosso mandato acompanha e cobrou providências desde o início, nós estivemos lá acompanhando esta intervenção."

O Secretário de Desenvolvimento Sustentável, Saimon Cândido, explicou o objetivo da poda técnica: "Conforme deliberado em audiência pública, a poda técnica teve o objetivo de reduzir o tamanho, retirar as partes extremamente comprometidas, e manter o Pé de Cedro em um tamanho seguro que seja possível a realização de um projeto de transformação em um monumento, também proposto e deliberado na audiência”.

A morte do Pé de Cedro, confirmada por um laudo técnico, levantou debates sobre o futuro do local onde a árvore estava situada. Desde novembro passado, quando os primeiros sinais de deterioração se tornaram aparentes, a Prefeitura de Coxim acompanhou a situação, mas não tomou medidas efetivas, resultando na confirmação do fim da vida do emblemático Pé de Cedro.

Em abril, o jornal MS Norte divulgou em exclusividade a confirmação da morte da árvore, por meio de um laudo fitossanitário elaborado pelo biólogo Evaldo Benedito Souza. A audiência pública, realizada em maio, foi um espaço para que a comunidade e autoridades decidissem sobre como honrar o legado do Pé de Cedro. A proposta de construir um monumento ou plantar uma nova árvore no mesmo local foi amplamente discutida.

Riscos

O laudo apresentado em abril destacou os riscos associados à permanência da árvore morta. ""Diante dos fatos relatados, é conclusiva a constatação da morte do pé-de-cedro presente na praça Zacarias Mourão, na esquina das ruas Herculano Pena com a João Pessoa, próximo ao Rio Taquari. Apesar do pé-de-cedro estar sustentado por cabos em sua altura mediana, isso não evitaria uma queda no caso de colapso da base do tronco ou de sua parte mediana. Além disso, há risco de queda de galhos que podem causar prejuízos materiais ou lesões físicas graves aos frequentadores do local. Portanto, é salutar que medidas sejam tomadas para a retirada da árvore, evitando o risco de queda, como forma de segurança para os transeuntes e visitantes da praça".

Da Redação

Foto: Imagem do colaborador e Coxinense de Coração José Moacir Bezerra




Notícias mais lidas